Minha ultima comprinha avon e natura

 1 blush avon cor pessego
Baton natura una cor 4
 Baton avon color trend lilás e vermelho pop
 Rimel avon super shock max
Idratante e sabonete natura inverno.

Adorei todos principalmente o idratante inverno da natura tem um cheirinho otimo!!
Todos os produtos que comprei usei e aprovei todos... Eu recomendo <3

Tintura x tonalizante

Você está pensando em mudar a cor do cabelo. Mas tem dúvida se recorre à tintura ou ao tonalizante. Tudo depende do resultado que você quer. A hair stylist Mônica Aguirre,do Studio W, em São Paulo, explica que a principal diferença está na fórmula.

A do tonalizante é menos agressiva que a da tintura, porque não contém amônia.
A tintura age em toda estrutura do cabelo, enquanto o tonalizante deposita pigmentos na cutícula do fio. Por isso, desbota mais rápido. Mônica, no entanto, explica que hoje existem marcas de alta tecnologia, que fazem com que os tonalizantes durem tanto quanto a tintura. Para a cor se manter bonita por mais tempo, use shampoos específicos para cabelos coloridos e mantenha os fios bem hidratados.

A coloração deve ser retocada, em média, uma vez por mês. Vai depender da velocidade em que seu cabelo cresce e do que você deseja: apenas manter a cor ou esconder os cabelos brancos. "Quem deseja uma cobertura perfeita tem que usar colorações e tonalizantes próprios para cabelos brancos, chamados de base", diz Mônica.

A cabelereira explica que uma coloração não consegue clarear a outra. Então, se você é morena e quer ficar loira, precisa recorrer à tintura. Agora, se o objetivo é escurecer o cabelo, a melhor opção é o tonalizante, que não contém amônia.

Independentemente do processo que você escolher para mudar a cor dos fios, é fundamental hidratá-los regularmente e usar produtos específicos para cabelos coloridos. Não podemos nos esquecer que a tintura e o tonalizante agridem a estrutura do fio. Bons produtos ajudam a recuperar a hidratação e as substâncias que fazem parte do cabelo saudável.

A base

A BASE DE TUDO

Base
Quando bem aplicada, o resultado é simplesmente surpreendente: uma pele lisa, uniforme e sem manchas. Por isso, as bases faciais passaram a ser peça-chave na hora da maquiagem. Siga as dicas do maquiador Duda Molinos e garanta uma pele de pêssego.
A base facial é um item indispensável na hora de se maquiar. Mas antes de qualquer coisa é necessário que você saiba qual o tipo ideal para a sua pele de modo a conseguir um efeito deslumbrante, cobrindo manchas, olheiras e outras imperfeições. "Além de unificar a pele e deixá-la com uma aparência mais homogênea, a base serve como alicerce para receber a maquiagem propriamente dita", diz o maquiador Duda Molinos, autor do livro Maquiagem, da editora Senac.
Antes de começar o "ritual" de preparação, você tem que decidir -- existem inúmeras opções no mercado -- se vai querer usar uma base líquida (ideal para uma cobertura mais natural e suave), cremosa (perfeita para disfarçar manchas e rugas) ou compacta (para uniformizar a pele, dando um efeito de base e pó ao mesmo tempo). Há ainda as que são cintilantes, ótimas para dar aquele brilho em alguns pontos, como o colo, mas estas não cobrem as imperfeições da pele.
Depois disso vem um passo importantíssimo: a escolha do tom certo para não comprometer o efeito final. "O melhor tom da base não deve ser nem acima nem abaixo da cor natural da pele. Para escolher, minha dica é ir a uma loja de cosméticos e testar os vários produtos no próprio rosto", ensina Duda. Ele ainda alerta que a mulher deve optar por produtos específicos para o seu tipo de pele:
Peles secas
Para evitar o aspecto "empoeirado", o ideal é usar base líquida "oil-free" (que dá cobertura neutra, com pH balanceado, sem alterar a pele). As cremosas devem ser a última opção, pois podem dar uma aparência de pele rachada.
Peles oleosas
Deixe de lado as bases compactas e as cremosas.
O certo é optar por uma base "não-comedogênica" (leve, com estrutura química não-gordurosa, sem potencial para entupir os poros). Escolha uma base líquida de efeito mate, para esconder o brilho da pele por mais tempo.
Peles normais ou mistas: escolher bases líquidas ou compactas, ainda que a duração desta última seja menor.

Mão na massa

Feita a escolha correta da base, chega a hora da aplicação. O primeiro passo é estar com a pele bem limpa e hidratada. Não se esqueça de usar um protetor solar diariamente, antes da maquiagem. Para aplicar a base líquida, coloque pequenos pingos do produto por todo o rosto, colo e pescoço. "A aplicação no pescoço, colo e orelhas é fundamental. Inclusive na nuca, se ela for aparecer", diz Duda.
Depois, espalhe a base, com a ajuda de uma esponja umedecida, em movimentos circulares até conseguir um resultado homogêneo. Se exagerou, não se desespere: aperte um lenço de papel contra o rosto por alguns segundos. A base cremosa deve ser aplicada com uma espoja umedecida em loção tônica ou água, também em movimentos circulares.
Vale lembrar que as bases de hoje já disfarçam olheiras e manchas, porém alguns truques com o uso de corretivos podem deixar o make ainda melhor. Para cobrir as olheiras, aplique um corretivo mais claro que a base, de modo a iluminar a região dos olhos. A melhor maneira de aplicá-lo é dando leves "batidinhas" com um pincel - ou com os próprios dedos. Após isso, finalize com o uso de pó facial para controlar o brilho da maquiagem.
Já para disfarçar as manchas de gravidez, de sol e espinhas, também é necessário o uso do corretivo. "Para as manchas mais escuras, o ideal é um corretivo mais seco. Agora, se a mulher tiver várias manchas na pele, deve escolher somente algumas para cobrir e dar apenas uma amenizada nas outras, caso contrário ficará com um aspecto 'mascarado'. Por isso é fundamental o uso do bom senso na hora de se maquiar", ensina Duda Molinos.
Fonte: plasticaebeleza.terra.com.br
Base

A base da maquiagem

Não existe make-up perfeito sem ela! Então, aprenda a escolher a sua
Batom, sombra, lápis, rímel e corretivo. Mas antes de tudo isso, para uma maquiagem perfeita, sempre deve vir ela: a base.
Com a função de uniformizar a pele, escondendo machas e imperfeições, ela é indispensável em qualquer make-up. O produto evoluiu e hoje já ganhou ares de tratamento de beleza. Em suas formulações, efeito tensor, fator de proteção solar, complexo anti-radicais livres e até antibactericida dão o tom a mais na maquiagem. Veja os produtos.
Quando o físico Galeano criou o primeiro creme facial do mundo (150 a.C.), adicionando água à cera de abelha e óleo de oliva, não imaginou que estaria contribuindo definitivamente com a vida de todas as mulheres.
Mais tarde, alguns desses ingredientes foram substituídos, criando-se uma emulsão. Pronto: nascia assim a primeira base cremosa facial.
É sempre bom molhar a pele com água gelada, ou passar um pouco de gelo no rosto. Assim, ela fica firme e a maquiagem dura mais.
O tempo passou, e esse produto, como o nome já diz, básico para qualquer make-up, passou a ser adotado e adorado por cada vez mais mulheres. Novidades não param de surgir, são inúmeros ativos e diversos veículos de apresentação - bases líquidas, compactas, em bastão, em pó.
No entanto, dentre tantas opções, é preciso saber escolher a base ideal para o seu tipo e tom de pele.

Tipos de pele x base

De acordo com a dermatologista Simone Veloso, quem tem a pele oleosa e jovem deve usar produtos mais secos, como pós. Eles contêm mais pigmentos, maior poder de cobertura, e camuflam bem as imperfeições. Peles mais secas, ou mais maduras, necessitam de maquiagens cremosas e líquidas, de preferência oil free. "Elas contêm menos pigmentos e permanecem na face sem ressecar a pele, o que evita que o produto evidencie rugas e linhas de expressão, dando um efeito mais natural", destaca.
Para saber se a base está adequada ao seu tom de pele, o jeito é testar. O ideal é passar um pouquinho do produto no dorso das mãos. A dermatologista Márcia Ramos e Silva também lembra que é fundamental fazer o teste com uma boa luz, de preferência natural. "Em geral, a luz artificial das lâmpadas alteram a cor da pele. Portanto, vá até a porta da loja. Outra opção é solicitar à vendedora uma aplicação da base escolhida no rosto, e voltar no dia seguinte para comprá-la", indica.

A sua base

O mercado de cosméticos oferece hoje uma enorme quantidade de bases com fórmulas especiais, que congregam, num só produto, várias funções.
Segundo Simone Veloso, os antioxidantes, por exemplo, neutralizam os radicais livres, e potencializam o efeito das bases.
Os maiores destaques são a vitamina E e C, a glutationa, o acido lipídico e a coenzima Q10.
A proteção solar também está presente na formulação de vários produtos. Mas é preciso atenção, pois dificilmente os fabricantes conseguem agregar um alto fator de proteção com as características de uma boa base.
A dermatologista Márcia Ramos e Silva explica que a maioria desses produtos não apresenta uma boa cobertura contra os efeitos maléficos dos raios solares. "Para a maior prevenção, é sempre aconselhável passar um filtro antes da base", completa.

Na hora H

Já na hora da aplicação, alguns cuidados são indispensáveis. Para a preparação da pele, a dermatologista Andréa Serra aconselha a sua limpeza profunda e, se possível, o uso de tônico. "Assim, a maquiagem adere melhor, sem manchar o rosto", enfatiza. O maquiador Wal Gil, do salão carioca Fashion Clinic, dá outra dica: "É sempre bom molhar a pele com água gelada, ou passar um pouco de gelo no rosto. Assim, ela fica firme e a maquiagem dura mais", avisa.
Outro ponto importante é a forma de passar a base no rosto: se for fluida, o melhor é usar as mãos, garantindo um efeito homogêneo. "Se for compacta, devemos aplicá-la com uma esponja, que tem que estar limpa e seca", lembra o maquiador, que não é adepto de marcas mais populares. Segundo ele, são poucos os produtos que apresentam boa consistência, coloração, fixação e demais propriedades que garantem uma maquiagem perfeita e duradoura.
Para Sadi Consati, maquiador de O Boticário, na aplicação, os movimentos devem ser sempre ascendentes. "Primeiro, a gente tem que passar a base na zona "T". Nas laterais do rosto, os movimentos devem ser de dentro para fora e de baixo para cima. No pescoço, de cima para baixo. Peles secas, ressecadas e em processo de escamação necessitam de mais cuidados, pois, se esfregarmos qualquer coisa, podemos acabar agravando o problema", alerta Sadi.

Cara limpa

A regra básica de toda maquiagem é, claro, retirá-la corretamente depois. A limpeza da pele deve ser feita, de preferência, com um produto adstringente e um demaquilante. Sadi diz que existem produtos específicos para a área dos olhos e boca, que removem a maquiagem pesada e podem ser usado no resto do rosto. Após isso, um tônico e um hidratante dão conta do recado. "Aliás, não faz mal algum usar hidratante também antes da base.
O mesmo acontece com qualquer outro produto cosmético ou terapêutico, desde que haja uma compatibilidade entre eles, a base e o tipo de pele", finaliza dermatologista Simone Veloso.

Saiba quais são os tipos de shampoo e como usá-los na sua rotina

Tipos de Shampoo



Resenha enviada por Adriana Prado

Já aconteceu de usar um shampoo que é tudo de bom e ele deixar seu cabelo com aspecto pesado, como se não tivesse lavado ou enxaguado direito?
Já aconteceu muito comigo e não acontece mais porque descobri a maneira correta de usar as opções que tenho no mercado. Ainda tenho muito que aprender, é verdade, mas depois que tomei conhecimento e de algumas características dos produtos que temos no mercado meu cabelo mudou pra melhor.
Quero dividir com vocês porque já aprendi muito aqui e vejo que muitas pessoas desconhecem estas dicas.

Tipos de Shampoo

Tipos de Shampoo
  • shampoo antirresíduo: pode ser usado a cada 15 dias ou antes de uma hidratação mais caprichada. Lava bem o cabelo, abre as cutículas para receber tratamento e, de imediato, deixa o cabelo extremamente rígido e até embaraçado.
  • shampoo transparente: pode ter cor, mas é transparente. Não é antirresíduo, mas deixa os cabelos mais limpos, prontos para receberem o shampoo indicado para seu tipo de cabelo. A maioria dos shampoos transparentes é para cabelos oleosos. Se você tem química no cabelo não precisa temer, pode usar sempre.
  • shampoo leitoso: é o shampoo de tratamento, tem aspecto mais denso. Deve ser usado com o cabelo bem limpo, ou seja, lavado com shampoo antirresíduo ou transparente. Geralmente é indicado para cabelos tingidos ou secos porque hidrata os fios enquanto lava.
  • shampoo translúcido: é o shampoo de uso diário, está entre o transparente e o leitoso, é perolado. Este também limpa o cabelo, mas, não como o transparente ou o antirresíduos. Por isso, melhor usar um destes antes do translúcido para um resultado melhor. Geralmente são indicados para cabelos normais e alguns para cabelos oleosos. 
  • condicionador: indispensável para cabelos secos. Não têm a duração das demais hidratações, mas faz uma reparação pós limpeza fechando as cutículas do cabelo, fornecendo nutrientes, equilibrando o PH, dando brilho, além de auxiliar no pentear. Suas proteínas criam uma barreira que ajuda a proteger de fatores externos como vento, poluição e sol.  Não deve ser usado na raiz e ser bem enxaguado, pois seus resíduos queimam os fios e causam caspa. Em excesso deixa os cabelos oleosos e pesados. Como o shampoo, escolha um conforme seu tipo de cabelo e necessidade.  
Tipos de Shampoo.
Lavar o cabelo: shampoo transparente. Use uma ou duas vezes se quiser e enxágüe bem, até sentir o cabelo limpo, ou seja, mesmo molhado você dá uma esfregadinha e o mesmo está ressecado. 
Tratar o cabelo: shampoo de tratamento leitoso ou translúcido. Aí é hora de escolher um shampoo para seu tipo de cabelo ou conforme sua necessidade. Enxaguar bem e aplicar o condicionador na extensão dos fios.
Para uma hidratação profunda: shampoo transparente ou antirresíduos, shampoo de tratamento, e máscara capilar.

Dicas Importantes

  • Vale a pena investir em máscaras de marcas mais caras e usar shampoos mais baratos respeitando estas características.
  • Mesmo que o shampoo transparente seja indicado para cabelos secos, use um para cabelos oleosos antes.
  • Se o cabelo já estiver muito seco antes de lavar, ainda assim é bom usar um transparente antes.
  • A máscara rápida pode ser usada no lugar do condicionador.

Atualmente minha rotina de cuidados dos cabelos está assim:

  1. Shampoo Bio Extratus Jaborandi: este é marronzinho, mas transparente, para lavar o cabelo. Quando noto que o cabelo está muito sujo ou o shampoo quase não faz espuma lavo duas vezes, até sentir o cabelo totalmente limpo. Tiro o excesso de água e aplico o shampoo de tratamento.
  2. Shampoo Bio Extratus Shitake: este é translúcido, indicado para reconstrução nutritiva. Massageio suavemente e enxáguo bem.
  3. Condicionador Bio Extratus Shitake: aplico uma pequena quantidade na extensão dos fios e enxáguo bem.
Uma vez por semana ou a cada 15 dias:
  1. Shampoo Antirresíduos Queravit Bio Extratus: lavo bem todo o cabelo, se necessário lavo duas vezes.
  2. Shampoo Helcla Multi Ação Reparação Profunda – pré-hidratação: este é leitoso. Lavo bem todo o cabelo e enxáguo bem.
  3. Máscara de tratamento/hidratação: atualmente uso da linha Shitake Bio Extratus ou Novex, acrescida de queratina liquida, extrato de jaborandi, complexo nutritivo de vitaminas A e E e  Bepantol. Às vezes, uso só a máscara mesmo. 
Sugiro aos que ainda não fizeram o teste façam. Verão que faz toda diferença.
Espero que gostem.

Aprenda a usar a sombra certa

Olhos: uma região que merece cuidados especiais

Limpeza e hidratação com produtos específicos para a região podem retardar ou amenizar o aparecimento de rugas e pés de galinha.
Eles só são lembrados quando as rugas e os pés de galinha começam a rondá-los. Conforme o tempo vai passando, é a região dos olhos que mostra os primeiros sinais da idade. Isto ocorre porque a pele neste local é fininha. Além disso, a região não possui glândulas sebáceas, o que a torna seca e sensível.
É por isso que os cuidados nesta área devem ser redobrados. Segundo os dermatologistas, a limpeza com sabonetes e demaquilantes neutros e a hidratação melhoram a textura da pele. E para quem pensa que é só depois dos 30 anos que estas preocupações começam a aparecer, ledo engano.
Às vezes, algumas pessoas desenvolvem linhas de expressão mais cedo por causa de fatores genéticos. Por isso, a partir dos 25 anos, além da limpeza diária, é recomendado o uso de alguns produtos específicos que, além de hidratar, mantém a juventude do olhar prevenindo e corrigindo os sinais do tempo.

Livre-se das olheiras

Da mesma forma que os pés de galinha e linhas de expressão,as olheiras também são um problema para a estética do rosto.
No entanto, ainda não há um método eficaz que consiga elimina-las completamente. Para quem quiser amenizá-las ou evitá-las vale a dica: evite situações que possam desencadeá-las.
Procure descansar e dormir oito horas por dia. Agindo assim, o organismo se revitaliza e as toxinas são eliminadas dificultando o aparecimento das olheiras.
Uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos também ajudam a minimizar o problema. Mas, se mesmo assim as olheiras insistirem em permanecer no rosto, tente disfarça-las com compressas de chá de camomila, água boricada ou simplesmente água gelada deixando agir por 30 minutos.

Maquiagem dos olhos

Conhecer exatamente o formato dos olhos é um passo imprescindível para o sucesso do seu make-up. Por isso, não custa nada perder alguns minutos na frente do espelho antes de se maquiar. Analise-os atentamente, sem desprezar nenhum detalhe. Conheça algumas dicas de maquiagem para os olhos.

Olhos Juntos

Opte por tons claros e pastéis para iluminar a expressão. Dê um toque cintilante à região próxima ao nariz, imediatamente no início do canal lacrimal, para a impressão de afastá-los.

Olhos Afastados

Um leve esfumaçado de um tom mais escuro, como o marrom ou o verde-musgo, no canto interno, cria a ilusão de aproximá-los. Mas, ao esfumaçar, cuidado para não tornar a fisionomia pesada.

Olhos Saltados

Esfumace a região da pálpebra sobre o globo ocular com uma sombra opaca escura, como marrom ou ferrugem. Arrisque, ainda, um toque de preto à noite. Inicie com um esfumaçado escuro na raiz dos cílios, indo até a dobra do olho, fazendo um degradê suave e uniforme. Isso faz com que pareçam mais fundos e menores.

Olhos Fundos

Cores claras, como branco, bege, areia e marfim, elevam a expressão e dão um ar de elegância. Devem ser aplicadas em toda a área móvel, da linha de transferência até a raiz dos cílios. Já na área rente às sobrancelhas, use sombras de tons médios, como rosa, salmão ou coral.

Olhos Caídos

Tons nacarados, cintilantes, dourados e cobres levantam a fisionomia e conferem um ar de felicidade. No canto externo, faça um suave movimento ascendente com sombra grafite ou preta. O curvex também é um aliado de peso.

Melhorando o acabamento nos olhos

- Você pode passar também no canto externo dos olhos, esfumaçando com a ajuda de um pincel. - Use um tom bege junto à sobrancelha. Esta técnica proporciona um acabamento a maquiagem.

Como passar sombra

A forma certa de usar a sombra é passá-la na dobra do olho. Você mesma pode passar com a ajuda de um espelho e os olhos abertos, passe a sombra com um pincel bem na dobra dos olhos, entre os cílios e a sobrancelha.

Aplicação de sombras

Sombra. Para não errar, aplique aos poucos e vá esfumando devagar até chegar a intensidade desejada.

Cor de sombra para qualquer hora

O marrom é uma cor que combina tanto com o dia quanto com a noite. Além de combinar com todos os tipos de pele.

Disfarce as olheiras

Para disfarçar as olheiras, use um corretivo mais claro que o tom da sua pele.

Dê mais profundidade às pálpebras

As sombras de tonalidades escuras dão profundidade às pálpebras inchadas e diminuem olhos grandes ou salientes.

Olhos mais discretos

Durante o dia a maquilagem dos olhos é mais discreta, principalmente em relação às sombras, que devem ser aplicadas com ênfase nos cantos externos.

Olhos muito próximos

As sombras de tonalidades claras ajudam a separar olhos muito próximos, suavizam a profundidade dos olhos fundos e aumentam pálpebras pequenas.
Free Lipstick Pink Glitter Cursors at www.totallyfreecursors.com